Grande Tribulação

O conceito da Grande Tribulação (em grego : θλιψις μεγαλη ) é um conceito apropriado de escatologia cristã , independentemente da interpretação que pode ser dada às profecias da Bíblia cristã. É o período da história humana anunciado por Jesus Cristo aos seus discípulos no Monte das Oliveiras . A profecia de Jesus Cristo aparece no Evangelho de Mateus :

… pois então haverá uma grande tribulação , como não foi desde o início do mundo até agora, nem jamais será. E se esses dias não fossem reduzidos, ninguém seria salvo; Mas por causa dos escolhidos, esses dias serão encurtados …

Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). «Mateus 24, 21-24» . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ).

Características da Grande Tribulação

Algumas correntes cristãs têm interpretado as passagens do Apocalipse como profecias concluíram que no Apocalipse passar os seguintes eventos: 3

  • Este período durará pouco tempo: e se esses dias não fossem encurtados, nenhuma carne seria salva; mas por causa dos eleitos, esses dias serão encurtados. (Mateus 24:22) Inclui também um aumento das catástrofes naturais, como terremotos, pragas, fome, tsunamis, etc. e também sinais e apresentações maravilhosas no céu, representadas pelos quatro cavaleiros do Apocalipse.
  • Especificamente, começará com uma proclamação de “Paz e Segurança” profetizada em 1 Tessalonicenses 5: 3 e, mais especificamente, com a destruição de “Babilônia o Grande”, um termo usado para se referir ao império mundial de falsas religiões, que eles serão apoiados pelo “dragão escarlate e seus 10 chifres” (Apocalipse 17:16).
  • A profecia diz que haverá sinais astronômicos de que para os cristãos serão interpretados como sinais de salvação e pelas pessoas más como terror e angústia. ( King James , Cipriano de Valera (1909). “Lucas 21, 25-26,28” . Bíblia versão King James ( Wikisource ). , King James , Cipriano de Valera (1909). “Lucas 21, 28 ‘ . Bíblia versão king James ( Wikisource ). )
  • O centro desta profecia é a Segunda Vinda de Jesus Cristo (Jesus de Nazaré) (Mateus 24:30, Apocalipse 1: 7) com um exército de anjos para proteger os cristãos, que naquele momento serão perseguidos após os portentos retratados em os céus e mil anos após a vinda de Jesus e a batalha do Armagedom virão a libertação de Satanás e a guerra de Gog e Magog:

14 Portanto, profetize, filho do homem, e dize a Gog : Assim diz o Senhor: Naquele tempo, quando o meu povo de Israel habitará com segurança, não o conhecerás? 15 E vens do teu lugar, das partes do norte, vós e muitos povos contigo, todos a cavalo, grande assembléia e poderoso exército; 16 e subireis contra o meu povo Israel como uma nuvem para cobrir a terra; será depois dos dias; e eu te trarei na minha terra, para que as pessoas me conheçam, quando serei santificado em vós, ó Gog, diante de seus olhos.

Esta seria a batalha de Gog e Magog, mil anos depois da grande tribulação: 21 E em todas as minhas montanhas eu chamarei contra ele uma espada, 21b diz o Senhor: a espada de cada um será contra o seu irmão.22 E vou lutar com ele com pestilência e com sangue; e vou chover sobre ele e sobre as suas empresas, e sobre os muitos povos que estão com ele, raiva de chuva e pedras de granizo, fogo e enxofre.23 E serei magnificado e santificado, e eu serei conhecido aos olhos de muitas nações; e eles saberão que eu sou o Senhor.

A batalha do Armagedom ( King James , Cipriano de Valera (1909). “Rev 17, 16.” . Bíblia versão Reina-Valera ( Wikisource ). , King James , Cipriano de Valera (1909). “Ez 38. 14-23 ” Bíblia versão king James ( Wikisource )., king James , Cipriano de Valera (1909). ” Apocalipse 16 : 14-16″. . Bíblia versão king James ( Wikisource ).e Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). «Ap. 19, 19-21 » . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ). ) é apoiado por um texto bíblico em que Jesus fala ao cristianismo:

Jerusalém, Jerusalém, você mata os profetas e abate os que são enviados para você! Quantas vezes eu queria reunir seus filhos juntos, assim como a galinha reúne seus filhotes sob suas asas, e você não queria! 38 Eis que a tua casa te é deixada desolada, 39 porque eu digo que, de agora em diante, você não me verá mais até que você diga: Bem-aventurado aquele que vem em nome do Senhor!

Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). «Mateus 23, 37-39» . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ).

e acontece mil anos antes da guerra de gog e magog.

Há uma outra passagem na Bíblia que descreve a Grande Tribulação antes da segunda vinda de Jesus e da batalha do Armagedon:

Pois é correto que Deus sofra aqueles que o fazem sofrer, e que vocês, os que sofrem, os deixam descansar o mesmo que nós. Este será no dia em que o Senhor Jesus aparecerá com seus anjos poderosos, vindo do céu entre chamas de fogo. Ele virá para punir aqueles que não reconhecem Deus ou obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Estes serão punidos com destruição eterna, e serão afastados da presença do Senhor e da sua glória e poder, quando o Senhor vier naquele dia entre o seu povo santo e admirado por todos os crentes; Para você acreditar no testemunho que lhe demos.

Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). «2 Tessalonicenses» . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ).

A base ideológica desta interpretação é o sofrimento que aqueles habitantes da Terra (durante este período de tempo) terão de enfrentar quem não acredita em Cristo e seu Evangelho ou que o deixa para outras crenças depois de ter sido pregado o Evangelho. 4

Contrariamente a esta interpretação, a Igreja Católica sustenta que todo esse idioma anuncia a aflição pessoal individual do cristão 5Que tenha nela uma chamada como a do filho pródigo que retorna ao Pai e que é precisamente por causa desse amor que o Pai corta o tempo do julgamento. Preferia ser uma oportunidade que ocorre quando há uma crise e, se o foco estiver em diferentes traduções, a oportunidade de crescimento seria perdida: retornar ao Pai, graças à agitação da aflição, como Jesus Cristo disse: “Eu digo isso para que encontrem paz em mim, no mundo, terão de sofrer, mas têm coragem: venci o mundo “(João 16:33). Desta forma, o catolicismo afirma que as mensagens sobre a grande tribulação se referem a estágios de grandes dificuldades pessoais 5(Seqüestros, luto, abuso, falência econômica ou trabalhista, prisão) como oportunidades que têm um tempo definido no tempo de Deus, enquanto aperfeiçoam o homem “como o ouro é purificado pelo fogo”: “No entanto, ele sabe em que Estou a caminho: se ele me tentar no meu cadinho, serei puro como ouro “(Jó 23:10).

Origem do termo

En Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «Daniel 12, 1». Biblia versión Reina-Valera (Wikisource). la palabra hebrea צָרָה (angustia) es traducida por la Septuaginta como θλίψεως (de la tribulación): “un tiempo de tribulación como el que no ha existido”. La profecía de Jesucristo se relaciona entonces con la de Daniel[cita requerida], no solamente por el anuncio de la Gran Tribulación, sino por la señal para ella en Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera(1909). «Mateus 24, 15» . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ). “Quando você vê a abominação da desolação predita pelo profeta Daniel …” ( King James , Cipriano de Valera (1909). “Daniel 9, 27,11, 31,12, 11» . Bíblia versão King James ( Wikisource ). )

Enquanto a abordagem do catolicismo diz que o termo é dirigido a cada pessoa individualmente, que é testado de acordo com sua fé: “Feliz é aquele que sabe esperar e chega a mil trezentos e trinta e cinco dias!” (Daniel 12:12) “O povo” é, portanto, referido à soma dessas individualidades que cada um deve viver através de seus processos de aflição.

Eschatology and history

De manera que así como el Libro de Daniel, los Evangelios o la carta de Pablo, para el Apocalipsis el significado de cada época concreta no debe encontrarse sólo en sí misma, sino especialmente en su relación con la totalidad, de manera que no es el fin el que da significado a la historia humana concreta, presente.6

167 a. C.[editar]

Tanto Daniel como Jesus unem um fato histórico que acontecerá em um tempo relativamente próximo, com o fim dos tempos. No caso de Daniel, ele se referiu em primeiro lugar à grande perseguição de Antíoco IV , que em 167 a. C. suspendeu os rituais de adoração a Yahweh no Templo de Jerusalém , ordenou a destruição das Escrituras judaicas e proibiu a observância do sábado e outras normas da lei mosaica . Em dezembro daquele ano ele erguiu um altar para Zeus no Templo de Jerusalém, considerado pelos judeus como ” shiqus shomem “: a “abominação da desolação”. 7

Semana 70[editar]

Jesucristo, al hacer estos anuncios, hablaba en primer lugar de la cercana destrucción del Templo de Jerusalén (Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «Mateo 24, 1-2». Biblia versión Reina-Valera (Wikisource).), pero además sus discípulos le preguntaron, no sólo cuándo sucedería eso, sino además cuál sería la señal del fin del mundo (Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «Mateo 24, 3». Biblia versión Reina-Valera(Wikisource).). Entonces la “tribulación tan grande como no la hubo ni la habrá” la anunció para esos dos momentos:

  • Como señal de la destrucción del Templo de Jerusalén que ocurrió en la década del 70, cuando el emperador romano Tito Flavio Sabino Vespasiano conquistó y arrasó la ciudad santa.

Otras tribulaciones registradas en la historia[editar]

A lo largo de la historia de la humanidad han ocurrido genocidios y pandemias de magnitudes apocalípticas tales como:

  • La peste negra en el siglo XIV que mató a un tercio de la población europea, aproximadamente 25 millones de muertos sólo en Europa.[cita requerida]
  • A Primeira Guerra Mundial , na qual havia 8 milhões de mortos e 6 milhões de deficientes. citação necessária ]
  • A Segunda Guerra Mundial , na qual morreram 60 milhões de pessoas. citação necessária ]

Apocalipse

Em Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). «Apocalipse 13, 1-7» . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ). um tempo terrível é anunciado, sob o domínio da “Besta”, da mesma forma que Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). «Daniel 7, 19-21» . Versão bíblica Reina-Valera ( Wikisource ). . A “Besta” leva muitos para adorar Casiodoro de Reina ; Cipriano de Valera (1909). “Apocalipse 13, 8, 11-15” .Biblia versión Reina-Valera (Wikisource). y puede identificarse con el adversario descrito en Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «2 Tesalonicenses». Biblia versión Reina-Valera (Wikisource). como el hijo de la perdición “que se llama Dios y es objeto de culto, de manera que se sienta en el templo de Dios como Dios, haciéndose pasar por Dios”, luego causará la “abominación desoladora”. En Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «Apocalipsis 15, 2-4». Biblia versión Reina-Valera (Wikisource). aparecen los que triunfan sobre la “Bestia”, a quienes una visión anterior (Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «Apocalipsis 7, 9-15». Biblia versión Reina-Valera(Wikisource).) ha identificado como la multitud de “los que vienen de la gran tribulación”. También estos anuncios se referían primariamente a la historia inmediata, al Imperio romano,89​ así como al final de los tiempos.

Al igual que para el Libro de Daniel, los Evangelios o las cartas de Pablo, para el Apocalipsis el significado de cada época concreta no debe encontrarse solo en sí misma, sino especialmente en su relación con la totalidad, de manera que es el fin el que da significado a la historia humana concreta, presente.6

La visión preterista concibe al Apocalipsis no como un libro profético (como lo fue en la antigüedad el libro de Daniel), sino que presenta las visiones de Juan en su tiempo, cuando la tribulación estaba siendo vivida por los precursores del cristianismo, dada la persecución y martirio al que fueron sometidos los primeros evangelizadores, como los apóstoles y los demás discípulos: “Yo contesté: «Señor, tú lo sabes.» El Anciano me replicó: «Esos son los que vienen de la gran persecución; han lavado y blanqueado sus vestiduras con la sangre del Cordero.” (Casiodoro de Reina; Cipriano de Valera (1909). «Apocalipsis». Biblia versión Reina-Valera (Wikisource).). 5

Notas

  1. Voltar ao topo↑ Mathew Henry, Trad. ao castelhano por Francisco Lacueva 2006. Comentário bíblico de Mateus. Trabalho completo sem abreviaturas ISBN 84-8267-094-8
  2. Voltar ao topo↑ Scofield, Tradutor Leticia Calçada 2001. New Scofield Study Bible. Versão extensa ISBN 978-1-55819-798-5
  3. Voltar ao topo↑ Tim LaHaye, Ed em espanhol Lic. Leticia Calçada 2002. Profecia Estudo Bíblia ISBN 1-55819-911-X
  4. Voltar ao topo↑ Tim LaHaye, Ed. Em espanhol Lic. Leticia Calçada 2002. Profecia Estudo Bíblia ISBN 1-55819-911-X
  5. ↑ Ir para:c Catecismo da Igreja Católica
  6. ↑ Ir para:b Eller, V. op.cit. p. 30-34
  7. Voltar ao topo↑ Vidal Manzanares, César 1993. Documentos do Mar Morto : 37. Madrid: Aliança. ISBN 84-206-9680-3
  8. Voltar ao topo↑ Ibáñez, Andrés 1971. “Introdução ao Apocalipse”; Bíblia de Jerusalém: 1639-1641. Desclée de Broewer: Bilbao.
  9. Voltar ao topo↑ Eller, Vernard 1991. O Apocalipse: o livro mais revelador da Bíblia . Cidade da Guatemala-Bogotá: Edições Semilla-Clara, pp 197-211.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *